Páginas

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

CRISTO NOSSA PORÇÃO: OS SEIS MAIORES ITENS DO DESFRUTE DE CRISTO








OS SEIS MAIORES ITENS DO  DESFRUTE NO ESPÍRITO



Leitura Bíblica: Jo. 1:1, 4; 6:35; 4:14; 7:37; 20:22; 15:4-5; 8:12; 10:10; 3:6; 4:24; 6:57, 63; 14:16-17, 19-20,

CRISTO SENDO NOSSA VIDA, COMIDA, ÁGUA, RESPIRAÇÃO, LUZ E HABITAÇÃO

N
o Evangelho de João, há seis itens principais do desfrute de Cristo no espírito. Nestes incluem vida (Jo. 1:4; 10:10) que é a primeira questão mais básica; a provisão de comida (6:35); a água viva para beber (4:14; 7:37); a respiração da vida (20:22); a luz da vida (8:12); e a habitação (15:4-5). Como seres humanos vivendo nesta terra, todos nós precisamos de vida, comida, água, ar, luz, e um lugar para morar. Para que a vida exista, comida, água, ar, e luz são necessários. Estes quatro itens são para a manutenção da vida. Sem a luz solar no universo, todas as coisas vivas morreriam. A luz é necessária para manter a vida. Semelhantemente, o homem não pode viver sem ar durante um longo período de tempo, talvez menos de três ou quatro minutos. Se nós não respirarmos ar, nós morreremos dentro de um curto período de tempo. Nós também temos que comer e temos que beber para manter nossa vida.
No Evangelho de João, o Evangelho da vida, o Senhor Jesus disse que Ele veio para que nós pudéssemos ter vida e a tivesse abundantemente (10:10). Para manter esta vida dada pelo Senhor Jesus, é necessário luz, ar, comida, e água. Mesmo com todos estes itens, ainda há a necessidade de um lugar de habitação (15:4-5). Este lugar de habitação é o próprio Senhor Jesus. Ele não somente é nossa vida, luz, ar, comida, e água, mas também Ele é nossa habitação (14:23). Cada um destes itens definitivamente e claramente é mencionado pelo Senhor Jesus no Evangelho de João. Enquanto outras coisas são mencionadas pelo Senhor Jesus no Evangelho de João, nenhuma é tão vital ou tão básico quanto estes seis itens. No capítulo dez, o Senhor Jesus nos disse que Ele é o Bom Pastor (vv. 11, 14), a porta (vv. 7, 9), e a pastagem (v. 9). Mas até onde a questão da vida diz respeito, o Senhor como o Pastor não é tão vital quanto estes seis itens. Cristo que é a nossa vida, comida, água, ar, luz, e habitação, mostra para nós quão vital Ele é a nós.
Muitos cristãos podem ter o conhecimento, a doutrina, e o ensinamento de que Cristo é a vida deles, a comida espiritual deles, a água viva deles, o ar fresco deles, a luz deles, e a habitação deles. Porém, muitos não conhecem a maneira adequada, a maneira prática para desfrutar de Cristo como a comida para comerem, a água viva para beberem, o ar fresco para respirarem, a luz para andarem, e a habitação deles, ou lugar de habitação no qual morar. A maneira prática para desfrutar Cristo como todos estes itens está em nosso espírito mesclado que é o nosso espírito humano amalgamado com o Espírito divino (Rm. 8:16; 1 Co. 6:17). Se nós lermos o Evangelho de João cuidadosamente, nós descobriremos que depois que o Senhor Jesus realizou a redenção pela Sua obra na cruz e atravessou a morte em ressurreição, Ele se tornou o Espírito, o Espírito que dá vida (20:22; 1 Co. 15:45b). Como o Espírito, o próprio Senhor mora em nosso espírito (2 Co. 3:17; 2 Tim. 4:22).
No Evangelho de João, Cristo é revelado primeiro no princípio como a Palavra (1:1). Como a Palavra eterna Ele é o próprio Senhor. Então Ele se tornou carne (1:14) através da encarnação para realizar a redenção na cruz (1:29; 11:49-51; 19:34). Depois da realização da redenção, Ele atravessou a morte e entrou na ressurreição (19:30; 20:9). No dia da ressurreição, Ele voltou aos discípulos, soprou para dentro deles e disse: “Recebei o Espírito Santo” (20:22). Após o Senhor soprar a Si mesmo para dentro dos discípulos, é difícil saber para onde Ele foi. De fato, o Senhor entrou nos discípulos, assim onde quer que eles fossem o Senhor estaria com eles. Quando os discípulos estavam reunidos numa sala, Ele estava na sala com eles. Quando Pedro e os discípulos foram para o mar, Ele também estava no mar. Onde os discípulos estavam, Ele estava porque Ele tinha se tornado o Espírito que dá vida, e como o Espírito Ele tinha soprado a Si mesmo para dentro deles. De certo modo, o Evangelho de João não tem uma conclusão. Hoje pode haver centenas de capítulos como a continuação deste Evangelho porque Jesus ainda está aqui dentro de nós como o Espírito que dá vida.

A LINHA DO ESPÍRITO NO                                                           EVANGELHO DE JOÃO

No Evangelho de João, há a linha de vida, e também há a linha do espírito. A linha do espírito começa em João 3:6 onde o Senhor diz, “O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito”. Esta linha continua em João 4:24, “Deus é Espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”. Nestes versículos nós podemos ver o Espírito divino e o espírito humano. Nosso espírito humano nasceu do Espírito divino, e nós temos que adorar Deus que é Espírito em nosso espírito humano. Se nós formos adorar Deus, nós temos que adorá-Lo em nosso espírito. Isto significa que se nós formos nos relacionar com Deus, contatar Deus, desfrutar Deus, e participar de Deus, nós temos que contatá-Lo em nosso espírito, exercitando nosso espírito. Deus é Espírito, e este Deus inclui Cristo como nossa vida, nossa comida, nossa água, nosso ar, nossa luz, e nossa habitação. Ele é tudo!
João 6:63 como continuação da linha do espírito diz, “o Espírito é que dá vida; a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos tenho dito são espírito e são vida”. É o Espírito que dá vida. É o Espírito que nutre. Se você estiver em seu espírito desfrutando o Espírito que dá vida, Ele o nutrirá como comida. Este Espírito também será a água viva que flui de dentro do seu ser (7:38-39). O Espírito será uma fonte de vida dentro de você, em seu espírito, em seu interior.
No capítulo quatorze do Evangelho de João, o Senhor Jesus revela que Ele deve ser transfigurado no Espírito para que Ele possa morar dentro de nós e poder ser um conosco (vv. 17-18). Se Ele não tivesse sido transfigurado no Espírito, não haveria nenhuma possibilidade para nós permanecermos Nele ou para Ele permanecer em nós (15:4-5). Para entrar em nós, Ele teve que ser transfigurado da carne para o Espírito através da morte e ressurreição.

VOLTANDO AO ESPÍRITO PARA DESFRUTAR                       CRISTO COMO LUZ

O segredo de tomar Cristo como nossa comida, água, ar, luz, e habitação é voltar ao nosso espírito. Para ilustrar, vamos considerar a questão da luz. Para manter a vida, o primeiro item está claro. Sem luz física no universo, todas as criaturas vivas nesta terra estariam em trevas. Nós temos que perceber que sempre que nós não estamos no espírito, nós estamos em trevas. Não importa quanto conhecimento nós temos, ou quanto nós lemos a Bíblia, contanto que nós estejamos fora do espírito, nós estamos em trevas. O lugar da luz está em nosso espírito humano (Pv. 20:27), regenerado e habitado pelo Espírito Santo. Em nossa alma está as trevas, e em nossa carne, nosso corpo, está o pecado (Rm. 7:17-18). Fora do espírito, nós estamos ou em trevas ou em pecado. Se nós estivermos em nossa alma tentando buscar a orientação do Senhor, independente de quanta energia ou esforço nós aplicarmos, nós ainda estaremos em trevas. Por outro lado, se nós voltarmos ao espírito e permanecemos lá, imediatamente nós sentiremos a luz, e tudo ficará claro e transparente. Num minuto tudo pode estar transparente, e no outro seguinte tudo pode estar em trevas. Pela manhã nós podemos estar tão claros, e mais tarde no decorrer do dia nós podemos estar em trevas. A razão para isto é talvez de manhã enquanto estávamos orando, nós orávamos no espírito. Mas após a oração, nós saímos do espírito. Se nós voltarmos novamente ao espírito, o céu ficará claro, e tudo será transparente. Porém, se nós voltarmos à mente para analisar ou considerar, nós estaremos novamente em trevas. Ser inteligente em nossa compreensão não ajuda. Sempre que nós temos um problema, a melhor maneira de controlar isto é voltar ao espírito. Se nos voltarmos ao espírito, tudo será muito claro. Estar na luz é fácil. Nosso problema é que nós não praticamos para estar na luz ao voltar para nosso espírito.
Na maioria das vezes quando nós temos problemas, nós exercitamos a mente para resolvê-los ou vamos a outras pessoas para nos ajudar a resolvê-los. Quanto mais levarmos nossos problemas as pessoas, mais confusos nos tornaremos. A melhor maneira é simplesmente voltar silenciosamente ao espírito. É tão fácil que até mesmo um novo crente pode praticar isto. Nós temos que aprender a praticar esta realidade. Cristo, o Senhor vivo é tão real; Ele é o centro dinâmico da vida Cristã porque Ele é o Espírito que dá vida. Sempre que voltarmos ao nosso espírito, nós O encontraremos.

VOLTANDO AO ESPÍRITO PARA RESPIRAR                        CRISTO COMO O AR FRESCO

O primeiro item para manter a vida está claro. O segundo item para manter vida é o ar ou respiração. Quanto mais permanecermos na alma, mais nós seremos sufocados, mais sentiremos a escassez de ar. Por outro lado, quando voltamos ao espírito, imediatamente nós sentimos o ar fresco. Pelas minhas experiências, eu aprendi uma lição vital: voltar ao espírito. Todos nós temos que aprender a não cuidar de tantas coisas externas, mas temos que aprender a voltar ao espírito o tempo todo. Nós precisamos nos esquecer de nossos problemas. Sempre que nós estamos no espírito, nós temos freqüentemente a sensação de que não estamos na terra. Em nosso espírito tudo é novo e cheio de frescor. Este frescor e novidade é Cristo como nosso ar. Nós os cristãos pensamos, consideramos, e nos preocupamos demais. Muitas vezes nós não voltamos ao espírito até que sejamos forçados. Se nossos negócios andam bem, nós não voltamos ao Senhor. Então, nós precisamos freqüentemente de dificuldades, tratamentos e sofrimentos dolorosos, coisas que nós não podemos imaginar, para nos forçar a render e voltar ao Senhor. Nós temos que estar dispostos a aprender voltar ao nosso espírito. Até mesmo se nós pudéssemos passar através de alguma área fora do espírito, nós ainda deveríamos voltar ao espírito. Quando nós voltamos ao nosso espírito, sentimos o ar fresco dentro de nós; somos refrigerados, somos fortalecidos e somos levantados.
Quando nós lemos a Bíblia, uma boa prática é lermos um pouco, talvez meio versículo, e então dizer uma pequena palavra ao Senhor. Porém, normalmente nosso hábito é só ler. Quando nós meramente lemos, nós estamos freqüentemente ocupados em nossa mentalidade. Nós não somente deveríamos usar nossa mente, mas também exercitar nosso espírito para contatar o Senhor. Nós podemos ler a metade de João 1:1, “no princípio era a Palavra.…” Então nós poderemos dizer ao Senhor, “Ó Senhor, eu Te louvo. Tu és a Palavra. No princípio, Tu estavas lá.” A melhor maneira de ler a Bíblia não é somente ler, exercitando unicamente a nossa mente, mas ler um pouco e então dizer algo ao Senhor. Nós precisamos aprender ao ler, exercitar nosso espírito orando e não exercitar muito a nossa mente. Orar é a melhor maneira para exercitar nosso espírito. Pela manhã enquanto estamos nos vestindo ou estamos tomando banho, nós podemos dizer algo ao Senhor de nosso espírito. Nós temos que aprender a nos voltar ao Senhor a todo o momento.

VOLTANDO AO ESPÍRITO PARA DESFRUTAR                      CRISTO COMO A ÁGUA VIVA

O terceiro item para a manutenção da vida é a experiência de Cristo como nossa água viva. Fisicamente, nós podemos viver sem comer mais tempo do que nós podemos viver sem beber. Assim, seguindo a luz e o ar, nós precisamos de água. Se nós permanecermos no espírito, nós sentiremos que estamos sendo molhados. Muitas vezes nós estamos secos interiormente porque estamos na alma. Se nós voltássemos ao espírito, nós sentiríamos água em vez de sequidão. Em nosso espírito a água viva está pronta para nos molhar todo o tempo. Quando nós oramos, precisamos seguir o fluir interior da vida para expressar algo ao Senhor. Se o sentimento interior ou percepção nos faz arrepender, nós devemos dizer algo segundo o sentimento da vida interior, e não de acordo com o mero conhecimento. Talvez você diga, “Senhor, eu sou pecador”. Dizer algo segundo o sentimento interior é seguir o fluir. Este fluir é o jorrar da água viva de dentro de nós (Jo. 4:14; 7:38). Quando as fontes de águas vivas jorram e fluem para fora de nós, o primeiro a ser molhado somos nós. Nós seremos molhados, e então nós molharemos os outros. O segredo é permanecer no espírito o tempo todo.
Muitos podem conhecer as doutrinas, ensina-mentos, e afirmações do Evangelho de João, mas poucos encontraram o segredo de como entrar no desfrute das coisas reveladas lá. Se nós quisermos desfrutar Cristo como a água viva, nós temos que voltar ao espírito. Muitos que experimentaram os assim chamados dons do Espírito disseram que eles foram molhados através da prática dos dons. Mas estritamente falando, estes dons são exteriores, enquanto que a água viva é interior. As fontes de água viva jorram de dentro do nosso ser interior. Nós devemos aprender a nos voltar interiormente. Nós não deveríamos prestar atenção aos ensinamentos externos, formas, e dons. Pelo contrário, nós deveríamos voltar e deveríamos prestar nossa total atenção ao espírito interior.
O Cristo todo inclusivo que habita em nosso espírito é um mistério divino dentro de nós que ninguém pode esgotar (Cl. 1:26-28; 2:2). Quanto mais nós voltarmos ao espírito e permanecermos lá para contatar o Senhor, mais sentiremos que Ele é uma Pessoa inesgotável. Quando voltamos ao nosso espírito, nós sentimos um fluir e um jorrar o qual nos molha, e espontaneamente nós molharemos os outros. Quem nos contata será molhado por este fluir vivo. Esta é a maneira para desfrutar Cristo como a água viva. Esta não é nenhuma doutrina. Nossa necessidade é praticar voltar-nos ao espírito e permanecer lá com o Senhor. Então nós desfrutaremos Cristo como a água viva.

VOLTANDO AO ESPÍRITO PARA SER NUTRIDO                                PELO SENHOR COMO COMIDA

O quarto item do desfrute de Cristo é a questão da comida. Quando voltamos ao nosso espírito, nós sentimos esclarecimento, refrigério, e nutrição. Enquanto estivermos lendo a Palavra, nós temos que aprender a não exercitar muito a nossa mente. Se nós exercitarmos muito a nossa mente quando lermos, nós seremos esvaziados em vez de ficarmos satisfeitos. Nós temos que aprender a exercitar nosso espírito para contatar o Senhor, orando mais do que lendo. Quando fizermos isto, nós sentiremos que estamos sendo nutridos, satisfeitos, e fortalecidos, tendo algo de Cristo ministrando dentro de nós. Se nós praticarmos isto, eu não poderei falar que tipo de doçura, preciosidade, e riqueza nós desfrutaremos! Muitos cristãos não têm um tempo com o Senhor, e muitos desses que desejam estar com o Senhor, fazem de uma maneira errada. Muitos destes irmãos e irmãs estudam a Palavra e a lêem exercitando muito as suas mentes. Eles não sabem se voltar ao espírito de maneira a tocar o Senhor e se encontrar com Ele. Aprenda voltar ao espírito. Esta é a única maneira para desfrutar Cristo como luz, ar, água, e a comida. Se nós aprendermos a voltar ao nosso espírito, a igreja inteira será mudada, e haverá uma grande mudança na vida da igreja.


VOLTANDO AO ESPÍRITO PARA EXPERIMENTAR                       CRISTO COMO A HABITAÇÃO

O último item principal do desfrute no espírito é Cristo como nossa habitação. É somente quando você se volta ao espírito e permanece lá que você habita em Cristo. Permanecer no espírito é habitar em Cristo. Quando você está habitando Nele e Ele está habitando em você (Jo. 15:4-5), você tem a percepção de que você é um com Ele, mesclado com Ele. Neste momento você percebe que Ele é a videira (Jo. 15:1) e que você é um dos ramos da videira (15:5) desfrutando toda a riqueza, doçura, e seiva da videira. Como a videira, Ele é tudo para nós. Nós estamos Nele e Ele está em nós. Nós habitamos Nele, tomando-O como nossa habitação, e Ele habita em nós para ser o Morador dentro de nós. Que vida maravilhosa é estar em unidade com Ele! Nenhuma palavra humana pode explicar este mistério maravilhoso adequadamente. Nosso habitar Nele e Seu habitar em nós é um mistério, contudo este habitar mútuo é um fato, uma realidade, sendo experimentada por nós. Por isso, nós temos que aprender uma coisa e temos que prestar toda nossa atenção a esta única coisa, isto é, sempre voltar ao espírito. Sempre que nós voltarmos ao espírito, nós estaremos na luz, nós teremos ar, água corrente, comida nutritiva, e nós desfrutaremos Cristo como nosso lugar de habitação, nossa morada. Esta é a maneira para desfrutar Cristo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário